Ler, Ver e Ouvir, Livros

Livro sobre Contato-Improvisação traz resultado de uma década de pesquisa

Neste sábado (07/05), às 20h, no Velvet Pub, em Brasília, Diego Pizarro lança o livro “Contato-Improvisação no Brasil: trajetórias, diálogos e práticas”. A obra é resultado de extensa pesquisa realizada ao longo de uma década, em que foram entrevistados quinze artistas-educadores que inicialmente disseminaram a dança Contato-Improvisação no Brasil, desde meados dos anos 1980.

As memórias, ações, projetos e pontos de vista sobre esta prática de dança se entrelaçam com as investigações do autor, dando vazão às conexões pelos fluxos das conversas, danças e reflexões realizadas. Este é um livro fundamental para quem se interessa por dança e seus movimentos históricos, conceituais e experimentais. As quinze entrevistas presentes na obra, somadas a introdução do autor, possibilitam um quadro amplo e aprofundado sobre tema inédito à memória da dança experimental e somática no Brasil.

A dança Contato-Improvisação (CI) foi desenvolvida a partir das ideias do norte americano Steve Paxton. Ele foi ginasta antes de se tornar dançarino, além de ter praticado yoga, meditação e artes marciais como Aikido e Tai Chi Chuan. Paxton desenvolveu ideias que foram colocadas em prática durante experimentações com grupos de profissionais do movimento e de jovens dançarinos e estudantes universitários dos Estados Unidos no início da década de 1970.

Desta forma, a prática desta dança desenvolveu-se com raízes no encontro de várias disciplinas – artes marciais, lutas, ginástica e danças – despertando interesse pelo campo de formação da Educação Somática. Por figurar como parte do movimento de dança pós-moderna, não foi surpresa o convite à interdisciplinaridade, considerando que esse movimento de dança se tornou terreno fértil para os hibridismos desconcertantes característicos de nossa contemporaneidade. A experiência em Contato-Improvisação é um convite para que as pessoas interajam em diversos níveis físico-emocionais. Ela coloca à prova a habilidade das pessoas de se conectarem ao momento presente.

A prática da dança Contato-Improvisação tem se desenvolvido notavelmente no país nos últimos trinta anos, fato este que pode ser observado no âmbito do Instituto Federal de Brasília, em que a componente curricular Contato-Improvisação é parte integrante do currículo obrigatório do Curso de Licenciatura em Dança. Possivelmente, o primeiro e único curso superior do Brasil a possuí-lo em seu currículo base. Outras instituições englobam o CI dentro das disciplinas voltadas para a Improvisação em geral.

Sobre o autor
Diego Pizarro é artista da dança e do teatro, Doutor em Artes Cênicas (UFBA, 2020) com tese premiada, e docente do curso de Licenciatura em Dança do Instituto Federal de Brasília (IFB) desde 2010, onde coordena o Coletivo de Estudos em Dança, Somática e Improvisação (CEDA-SI). É professor certificado em Body-Mind Centering e outros meios somáticos. Ensina e pesquisa principalmente Somática, Danças Contemporâneas, Ecoperformance e Anatomia Corporalizada.


O que: livro “Contato-Improvisação no Brasil: trajetórias, diálogos e práticas”
Autor: Diego Pizarro
Quanto: R$30,00 (impresso)
Onde comprar: (61) 98117-2358

Previous ArticleNext Article

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend