Festivais/Mostras, Notícias

Funarte lança a 2ª edição do Festival Acessibilidança apresentando 25 espetáculos premiados

No dia 08/06, às 20h, a Fundação Nacional de Artes (Funarte) lança o Festival Acessibilidança Virtual, evento que une dança e acessibilidade por meio de 25 espetáculos premiados, de todas as regiões do país. O lançamento do evento será com a apresentação de TA – Sobre Ser Grande, do Corpo de Dança do Amazonas. A montagem de dança é inspirada no povo Tikunas, originário do Amazonas e que ocupa grandes dimensões da floresta. Segundo o diretor, Mário Nascimento, TA significa “grande” para o grupo indígena.

O festival foi criado a partir das ações do Edital Dança Acessível – Prêmio Festival Funarte Acessibilidança Virtual. No concurso, foram premiados 25 projetos de vídeos de espetáculos com foco na acessibilidade e no ineditismo e que promovem o acesso online de pessoas com algum tipo de deficiência visual e/ou auditiva.

A cada contemplado foi destinado o valor de R$ 32,8 mil de um total de R$ 870 mil em investimentos, incluindo os custos administrativos. Os prêmios foram distribuídos para grupos de dança das cinco regiões do país: Região Norte, Região Sul, Região Nordeste, Região Centro-Oeste e Região Sudeste. O objetivo do programa é valorizar e fortalecer a expressão da dança brasileira, além de fomentar a democratização, a inclusão e a acessibilidade a essa arte milenar.

Além do Corpo de Dança do Amazonas, outros quatro grupos representam a Região Norte nesta primeira fase do festival: Cia. de Dança Nosso Jeito, do Pará, com Acesso Concedido (15/06); Centro Cultural Banzeiro, do Pará, com Graúna – Viver de Carimbó (22/06); Grupo Acemda, de Rondônia, com Batuques da Floresta (24/06); e Cia. Lamira Artes Cênicas, do Tocantins, com Sobre Si (26/06).

A agenda da Região Sul será lançada no dia 06/07, com a exibição de Masculino Diverso, da Cia. Lápis de Seda, de Santa Catarina. Completam a programação mais dois espetáculos do Rio Grande do Sul: Uma Fronteira Diferente, da Cia. Giro Livre (08/07); e Transversus, do Grupo Ballet de Pelotas (13/07).

A partir de 20/07, a Região Nordeste vai apresentar os seus talentos, estreando My (petit) Pogo, de João Paulo Pinho, do Ceará. Em seguida, Corpos Turvos, do Coletivo Cida, do Rio Grande do Norte (22/07); Poéticas Inclusivas em Rede, da Associação de Artistas Integrados, de Pernambuco (27/07); Entrelaces, da Cia. de Dança Loucurarte, de Sergipe (29/07). Em agosto serão exibidos Dançando Godot, do Grupo X, da Bahia (03/08); CoNsequêNcia, da Cia. Dança Eficiente, do Piauí (05/08); e Nuvem de Pássaros, da Movidos Dança Contemporânea, do Rio Grande do Norte (10/08).

A programação de agosto segue com os espetáculos da Região Centro-Oeste: Giro 8 Cia. de Dança, de Goiás, exibe Sr. Will (17/08); Cia. Dançurbana, de Mato Grosso do Sul, com Movimento Mínimo Possível (19/08); Diversus Grupo de Dança, de Goiás, com Cartas ao Tempo (24/08); e Brincância, da Cia. Theastai, de Mato Grosso do Sul (26/08).

O Festival Acessibilidança Virtual será encerrado com montagens de contemplados da Região Sudeste. A bailarina Moira Braga, do Rio de Janeiro, apresenta Entre Nuvens (31/08); Cia Movicena, de São Paulo, com Janela das RecordAções (02/09); Manifesto!!!, da videoartista Estela Lapponi, de São Paulo (07/09); Quando a Casa Virar Rua, da Quick Cia. de Dança, de Minas Gerais (09/07); a performer Andreza Aguida, de São Paulo, com “percebendo” (14/07); Primárias, da Pulsar Cia. de Dança, do Rio de Janeiro (16/09).

Os vídeos dos 25 espetáculos premiados em todas as regiões do país serão publicados no canal da Funarte no YouTube, às quartas e sextas-feiras, às 20h. Lembrando que essas montagens ficarão disponíveis após cada exibição.


O que: 2º Festival Acessibilidança Virtual | Funarte
Quando: de 08/06 a 16/09
Onde: canal da Funarte* no YouTube
*com audiodescrição e Libras
Quanto: gratuito

Previous ArticleNext Article

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend