Festivais/Mostras, Notícias

Festival de Solos: diversidade com curadoria da bailarina Viviane Procópio e do ator Lázaro Ramos

De 23 a 25/04, acontece o Festival de Solos Online, evento que propõe reunir artistas e pensadores de áreas e gêneros diversos, para todos os públicos, que habitualmente não tem oportunidade de ver o tema diversidade. O projeto tem como curadores o ator, escritor, diretor e produtor Lázaro Ramos e a bailarina, coreografa, professora, consultora de imagem, produtora cultural e ex-diretora do Teatro de Dança do Governo do Estado de São Paulo, Viviane Procópio, com colaboração do ator, diretor e produtor Kiko Mascarenhas.

“Este festival de solos é um respiro neste momento tão difícil, mas que comprova que a arte resiste, se transforma e se adapta para permanecer na vida das pessoas”, define Lázaro Ramos.

O evento conta com personalidades do cenário nacional nas áreas de teatro, dança, música, contação de histórias, diálogos e reflexão, abrangendo várias linguagens e diversidades étnicas, raciais, sociais e de gênero. Na dança os representantes são Marcella Gozzi, com o solo “O que me habita”, e Rui Moreira, com a obra “Co ês”.

O projeto foi contemplado pelo Edital Proac Expresso Lei Aldir Blanc nº 40/2020 e, conta com apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, junto do Ministério do Turismo e da Secretaria Especial de Cultura, Governo Federal.

Por compreender o momento de crise, o curador Lázaro Ramos, optou por doar seu cachê. A Casa de Cultura Tainã, na cidade de Campinas, no interior de São Paulo, que engloba diferentes projetos com crianças e adolescentes fortalecendo a cidadania e inclusão social, será a entidade beneficiada.


O que: Festival de Solos Online
Quando: 23 a 25/04
Onde: youtube/brprodutora | facebook.com/brprodutora
Programação:

23/04
19h – Marcella Gozzi em “O que me habita” (Dança)
20h – Gero Camilo em “A Casa Amarela” (Teatro)
21h30 – Virgínia Rosa em “Faz escuro mas eu canto” (Música)
23h – Majur (Música)

24/04
11h – Wellington Nogueira em “Como tudo começou” (Contação de história)
17h – José Carlos Arandiba – Zebrinha em “O corpo negro da dança brasileira” (palestra)
19h – Rui Moreira em “Co ês” (Dança e Contação de história)
21h – Silvero Pereira em “BR Trans” (Teatro)
23h – Coral em AoCoral (Música)

25/04
10h – Ailton Krenak (Palestra)
17h – Valdo Matos em “A árvore e a aranha” (Contação de histórias)
18h – Veri Weinlich em “Navegar é Saber” (Música)
20h – Rosa Marya Colin (Música)

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend