Cursos/Oficinas, Notícias

Espetáculo e workshops gratuitos na programação de maio da Nave Gris

Em maio, o projeto Mãos que bordam o tempo, pés que acordam o chão, da Nave Gris Cia Cênica, traz três atividades: temporada virtual do espetáculo A-VÓS; Workshop Ableton Live – uso criativo em teatro e dança; e roda de conversa Dramaturgias invisíveis – a arte da operação de som e luz. Contemplado pela 27ª Edição do Programa de Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo, o projeto oportuniza a difusão de espetáculos, que propicia e aprofunda o diálogo sobre questões pedagógicas, estéticas e poéticas relacionadas ao trabalho da companhia.

A-VÓS retoma uma trajetória que iniciou em 2018, agora online, e traz para a cena uma dança-homenagem aos pais de nossos pais e aos nossos ancestrais míticos. “Sua criação foi um mergulho nas memórias dos avós, para dançar a sabedoria e os movimentos observados em seus ofícios – a alfaiataria, o bordado, a marcenaria, a construção civil, a música e o canto – entretecendo memórias pessoais dos criadores-intérpretes aos saberes ancestrais presentes nos referenciais técnico-poéticos utilizados na feitura do espetáculo: as danças de minkisi, divindades do candomblé angola; o boe to paru, bater os pés na terra, inspirado nos rituais funerários Bororo; e a dança butô”, revelam Kanzelumuka e Murilo De Paula, dois dos criadores-intérpretes da peça e diretores do grupo.

O trabalho foi indicado ao APCA – Dança 2018 na categoria Espetáculo/Estreia e selecionado como um dos melhores espetáculos de dança pelo júri do Guia Folha de São Paulo.

Outra ação, a roda de conversa “Dramaturgias invisíveis: a arte da operação de som e luz”, quer abrir um diálogo sobre o ofício de quem está por trás do som e da luz, sua atuação e sua relação com a cena. Os participantes Diogo Cardoso e Viviane Barbosa terão a mediação de Murilo De Paula. Entre os assuntos, como técnicos, que são atores invisíveis das artes da cena, e fundamentais para o acontecimento cênico, se relacionam com quem está em cena? Como participam na construção de narrativas e do movimento?

O Workshop Ableton Live: uso criativo em teatro e dança será sobre o uso desta ferramenta/programa na criação, mixagem e operação sonora. Terá a orientação de Daniel Maia, criador da trilha sonora do espetáculo A-VÓS, e Viviane Barbosa, técnica de som da Nave Gris. O workshop será uma aula introdutória sobre o software Ableton Live com suas funções e usos na criação e operação de trilha sonora para a Dança e o Teatro. É uma atividade voltada para profissionais da arte/trilha sonora, sonoplastas, técnicos de som e interessados em composição e operação de trilhas para espetáculos de artes cênicas.

Para finalizar, em maio também acontece o último chamamento dos Encontros (per)Formativos, que serão realizados nos meses de junho e julho de 2021 e de forma remota. Para estes encontros, a Nave Gris, ao lado de Frederico Santiago e Carmen Luz, conduzirá atividades técnico-criativas durante os ensaios da companhia possibilitando um espaço de aprimoramento técnico e partilha para artistas da dança, do teatro e do audiovisual.


O que: espetáculo online A-VÓS
Quando: 13 a 30/05 | qui à sáb, 20h30 – dom, 19h30
Onde: plataforma Google Meet
Ingressos: navegris.com.br

O que: roda de Conversa “Dramaturgias invisíveis: a arte da operação de som e luz”
Quando: 15/05, das 16h às 18h
Onde: plataforma Google Meet
Inscrições: 03 a 09/05 | navegris.com.br

O que: “Workshop Ableton Live: uso criativo em teatro e dança”
Quando: 21 e 22/05, das 10h às 12h
Onde: plataforma Google Meet
Inscrições: 03 a 16/05 | navegris.com.br

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend