Espetáculos/Shows, Notícias

Espetáculo de final de ano da Cia Ballet de Cegos receberá doações em tempo real

“Da semente ao fruto, com os olhos do coração” é o espetáculo deste final de ano da Associação Fernanda Bianchini – Cia Ballet de Cegos, que pela primeira vez ganha uma edição 100% online. A transmissão será neste sábado (19/12), às 18h, em canal streaming, com link privado e tecnologia aplicada na tela com um QR Code, para direcionar doações à associação durante o espetáculo.

A escola é única no mundo a ensinar e a formar gratuitamente pessoas com diferentes tipos de deficiência em Ballet Clássico e, mesmo durante a pandemia, não paralisou suas atividades e manteve ativo o seu trabalho artístico e cultural online durante todo o ano.

A montagem do espetáculo, em formato híbrido, traz três coreografias que foram gravadas presencialmente neste ano, em instalação adaptada para receber uma pequena equipe de profissionais e bailarinos da Cia Ballet de Cegos, atendendo a todos os protocolos de segurança, no final do mês de outubro.

A bailarina Marina Guimarães em cena de ‘Variação de Medora’. | Foto: divulgação

A bailarina Marina Guimarães apresenta a coreografia Variação de Medora, Geyza Pereira aparece com La Esmeralda e o casal Cintia e Gabriel Domingues encena o Duo Reconectando. Vale lembrar que Cintia e Gabriel são irmãos, ambos cegos, devido a uma doença hereditária. Essa foi a primeira vez que dançam juntos, e também compõem o primeiro casal de bailarinos em que ambos são cegos na Cia. Até então, a apresentação de um casal sempre foi formada por uma pessoa com e outra sem deficiência.

Fernanda Bianchini, Diretora e Fundadora da Associação Fernanda Bianchini, é a responsável pela narração deste espetáculo que comemora os 25 anos da Associação ao lado da apresentadora e também madrinha da AFB, a jornalista Izabella Camargo. Juntas conduzem o público a um caminho de sonhos e poesia, com texto de Alex Sorlino, direção artística e roteiro de César Albuquerque, coreografias de professores e elenco formado por alunos da Cia. Ballet de Cegos e AFB.

A produção do espetáculo remonta cenários antigos e projeta novas perspectivas para 18 cenas, a maioria coreografias de acervo que marcaram a história da Associação Fernanda Bianchini, e edições de vídeo feitas a partir de gravações à distância durante a pandemia.

Fernanda Bianchini, diretora e fundadora do Ballet de Cegos em meio as suas alunas. | Foto: divulgação

Hoje o método Fernanda Bianchini já é aplicado em cinco países (EUA, Portugal, Argentina, Austrália e Polônia), além do Brasil, impactando a realidade de pessoas com diferentes tipos de deficiência e síndromes ao redor do mundo. “Os momentos desafiadores chegam para nos fortalecer, nos unir e para transformarmos mais e mais vidas. Assim seguimos nos reinventando, sempre, com amor e criatividade!”, comenta Fernanda Bianchini.

Com produção e edição da Angel Produções, o espetáculo tem patrocínio da Libbs, Banco Toyota do Brasil, Banco Industrial do Brasil, CM Hospitalar, Comércio de Veículos Toyota, Empresa Amazonense de Transmissão de Energia, BD – Becton Dickison, Citrosuco Paulista, Fischer Participações, Nacional Aços, Nacional Tubos, Padrinho e Madrinhas, Rafael Prado, Shimadzu do Brasil e Styropast.

A abertura do espetáculo e informações sobre o link de acesso estarão disponíveis uma hora antes do espetáculo na página da Associação Fernanda Bianchini no Facebook.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend