Festivais/Mostras, Notícias

Em clima olímpico, principal Campeonato Mundial de breaking abre inscrições no Brasil

Com quase duas décadas e fortes nomes do breaking reunidos ao redor do mundo, o Red Bull BC One retorna ao Brasil em 2021 e abre inscrições online a partir desta segunda (30/08). Para conectar os mais talentosos dançarinos do País, o evento conta com seletivas regionais, as chamadas Cyphers – que, neste ano, não permitirão a presença de público – nas cidades de São Paulo (SP), Fortaleza (CE), Curitiba (PR) e Brasília (DF). Os 16 b-boys e 16 b-girls que se destacarem nesta primeira fase se enfrentarão na Final Nacional visando à uma vaga por categoria na etapa Mundial do evento, que ocorre na Polônia, em novembro.

A disputa deste ano, que conta com a participação de mais de 30 países, marca a primeira edição após entrada oficial da modalidade no maior evento multiesportivo do mundo, e possibilitará que o público acompanhe um alto nível de disputa e conheça os principais nomes da cena. No júri da etapa nacional, grandes referências avaliarão os dançarinos brasileiros, como o b-boy Pelezinho, lenda do breaking e figura presente na cena há mais de 20 anos; o b-boy Neguin, colecionador de diferentes títulos mundiais; e a b-girl FaB*Girl, dançarina, coreógrafa, pesquisadora e fundadora do BSBGIRLS, primeiro grupo nacional de breaking formado apenas por mulheres.

“Neste ano, estou muito a fim de ver além de corpos altamente preparados: a expressão da autenticidade e espiritualidade. Ver as pessoas sendo quem elas verdadeiramente são e assumindo suas origens, regionalidades e suas histórias é tocante, inspira e emociona. Além disso, a tranquilidade e segurança expressa são fatores importantes. É sobre presença, saber a que veio e assumir a sua posição ali ou aqui no mundo – está na própria postura e comportamento ao dançar”, reflete Fab Girl.

A competição funciona no formato 1×1, com duas a três entradas dos dançarinos em cada round. As apresentações levam de 30 segundos até 1 minuto, a depender da estratégia adotada pelo participante em cada um dos momentos. Para surpreender aos jurados, os artistas devem considerar em suas performances fatores como criatividade, originalidade, dinâmica, combinações de movimentos e musicalidade – que significa dançar em cima da ‘quebra’ da música, o que traduz o nome da modalidade.

“A expectativa para esse evento é imensa, já que, por conta da pandemia, não tivemos o evento por um ano aqui no Brasil. Com esse período em casa, os dançarinos tiveram bastante tempo para treinar, pensar e criar, então, acredito que o nível estará altíssimo e que os participantes virão bem afiados para disputar as cyphers deste ano”, revela Pelezinho.

Sobre o Red Bull BC One
É a maior competição individual do mundo entre b-boys e b-girls. Criado em 2004, o evento de breaking é realizado em diversos países, onde a cada ano milhares de dançarinos competem em batalhas regionais, as chamadas Cyphers. Após essa primeira fase, os melhores 16 b-boys e 16 b-girls se enfrentam na final nacional do evento que, neste ano, ocorre em outubro na cidade de São Paulo. Os vencedores dessa etapa (um de cada categoria) garantem uma vaga na final mundial, que acontece no dia 6 de novembro, em Gdansk, na Polônia. A grande decisão funciona no formato mata-mata, no qual os participantes dançam em frente a um painel formado por cinco jurados e têm suas habilidades avaliadas. Vale tudo para impressionar: técnica, criatividade e simpatia. Quem for melhor em todos os requisitos e conquistar os juízes, vence.


O que: Red Bull BC One – Campeonato Mundial de Breaking
Inscrições: www.redbull.com.br/bcone
Programação:

  • 30/08 a 10/09 – prazo para inscrições
  • 11/09 – Seletiva Fortaleza
  • 19/09 – Seletiva Brasília
  • 25/09 – Seletiva Curitiba
  • 02/10 – Seletiva São Paulo
  • 03/10 – Final Nacional em São Paulo
  • 06/11 – Final Mundial na Polônia
Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend